Skip to content

Como a prata

março 22, 2010

Uma vez, li uma história sobre um grupo de mulheres que participavam de um estudo bíblico sobre o livro de Malaquias. Quando elas estavam estudando o capítulo três, elas se depararam com o versículo 3, que diz:

“Ele assentar-se-á como fundidor e purificador da prata…”.

Este verso intrigou as mulheres, e elas se perguntaram o que esta afirmação significava quanto ao caráter e natureza de Deus. Uma das mulheres se ofereceu para tentar descobrir como se realizava o processo de refinamento da prata e voltar para contar ao grupo na próxima reunião.

Naquela semana, esta mulher ligou para um ourives e marcou um horário com ele para assisti-lo em seu trabalho. Ela não mencionou a razão de seu interesse na prata… só mencionou uma curiosidade sobre o processo de refinamento do metal.

Enquanto ela o observava, ele mantinha um pedaço de prata no fogo e deixava-o aquecer. Ele explicou que, no refinamento da prata, deve-se manter a prata no meio do fogo onde as chamas são mais quentes, de forma a queimar todas as impurezas. A mulher pensou em Deus mantendo-nos em um lugar quente, que chega a queimar; depois, pensou sobre o verso novamente… “ele se assenta como um fundidor e purificador da prata”. Ela perguntou ao ourives se era verdade que ele tinha que sentar-se em frente ao fogo o tempo todo que a prata estivesse sendo refinada. O homem disse que sim, ele não apenas tinha que sentar-se lá segurando a prata, mas também tinha que manter seus olhos na prata o tempo inteiro. Se a prata fosse deixada, apenas por um momento em demasia nas chamas, ela seria destruída.

A mulher silenciou por um instante. Depois, ela perguntou: “Como você sabe quando a prata está completamente refinada?”. E o homem respondeu: “Oh, é fácil! – o processo está pronto quando vejo minha imagem refletida nela”.

Uma excelente semana a todas!

Anúncios
2 Comentários leave one →
  1. Esaú permalink
    março 22, 2010 12:32 pm

    É impressionante como Deus nos dá lições tão profundas em situações tão simples. Eu costumo dizer que nossas experiências com Deus são temperadas pela nossa rotina, e que as coisas simples e pequenas que passamos nos orientam para as coisas complexas e grandiosas, de modo que Ele nos orienta com uma didádica viva e perfeita.
    Valeu, Naná.

  2. Patty permalink
    março 23, 2010 2:11 am

    Que Deus nos dê da Sua graça para refletirmos a face de Cristo em nossas vidas!!!
    Ótimo texto…me fez refletir…e MUITO!!!!
    Que bom que vc tá em SP, curta MUITO!!!!!
    bjos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: