Skip to content

O quarto que fedia – quarto capítulo

abril 19, 2010

Achamos o problema através de nossa humildade em reconhecer que precisamos que Deus sonde os nossos corações. Resolvemos o problema quando confessamos nossos pecados UM A UM… 

Muito bem, agora temos a casa limpa. Como cultivá-la assim?

  
3) AFASTE O PROBLEMA!

 

Se nós tivéssemos achado o problema com tempo de resolvê-lo, com certeza eu e minhas colegas de quarto teríamos feito o que fosse necessário para impedir que o cheiro voltasse… e não só isso! Tamanho foi o trauma em ter um quarto fedido, que não nos contentaríamos apenas com um quarto “sem cheiro”, mas faríamos questão de perfumá-lo e torná-lo o mais agradável
possível.

“…e guia-me pelo caminho eterno.” (Salmo 139:24b)

 

Precisa dizer mais?? Não há gambá que se aproxime de uma sala limpa e bem
cuidada… não há pecado que prevaleça sobre as nossas vidas se andarmos em plena comunhão com Deus!

Não digo, de forma nenhuma, que jamais pecaremos novamente…  (do mesmo jeito que não estou entregando o jogo dizendo que o misterioso cheiro era o gambá! Ha… o que seria do “Epílogo”, se eu contasse hoje?) O que quero dizer é que, se fosse um gambá… talvez ele não entrasse de novo no meu quarto, porque agora estava tudo limpinho e bem cuidado.

 No entanto, alguma outra fonte fedorenta poderia causar efeito semelhante depois, afinal várias coisas podem provocar mau cheiro, o que implicaria em constante vigilância e limpeza depois deste trauma. Semelhantemente, uma vida em comunhão com o nosso Deus fará com que andemos de acordo com os seus ensinamentos em “constante vigilância e limpeza”, evitando que novos atos pecaminosos se acumulem em nossas vidas e impeçam o bom perfume de Cristo de se manifestar.

Atenção à palavra “constante”. Você dedetiza a sua casa toda vez que uma única formiga aparece… ou cuida disso com medidas menos agressivas? É muito mais fácil resolver o problema quando ele ainda é pequeno, as medidas são relativamente mais simples. Solução prática para evitar uma dedetização por mês na sua vida: constância = confissão diária. Vale a pena reforçar. Todos os dias, peça ao Senhor que vire o seu coração do avesso, que lhe mostre as áreas nas quais você pecou contra Ele,  e que o Seu sangue precioso e infalível extermine tudo o que há de ruim… e guie-a pelo caminho eterno. No começo eu achava um exercício engraçado, pensava “não é possível que todo dia eu vou ter o que confessar”. Ah… mas tem. Ainda mais depois que submetemos nosso coração à cuidadosa inspeção de um Deus perfeito e sem pecado. Por isso insisto, e te desafio: faça da confissão de pecados um hábito na sua vida de oração. Assim como Cristo ensinou na oração modelo!!

Não devemos fazer da luta contra o pecado nosso alvo de vida. Nosso objetivo maior é o de trazer glória a Deus. Parece a mesma coisa, né, mas não é. Tem a ver com foco: nosso foco é a glória divina, não o pecado. Sendo assim, afastar o problema não é pensar o dia todo em como evitar o pecado…. mas pensar o dia todo em como glorificar e honrar o nome dEle!!! Portanto, para afastar o problema é preciso orar, ler a Palavra, meditar nela, memorizá-la, aplicá-la… e não prender-se a uma lista de não podes e não deves, que escravizam e pouco tem a ver com o verdadeiro sentido do cristianismo. Fazendo tudo para a glória de Deus, o pecado perderá espaço em nossas vidas, pode ter certeza.

E aí sim, de casa limpa e ALMA LAVADA… sprays e velas são bem-vindos e produzem efeito verdadeiro. Sua aula de escola dominical, sua cantoria no louvor, seus dotes culinários empregados na cantina… perfumam ainda mais o ambiente, sem esconder nada, mas exalando ainda mais uma vida transparente e conforme o coração de Deus.

 
Portanto… achem, acabem (com) e afastem pecados da vida de vocês,
diariamente!

 

Bom… seria o fim. Ainda no seminário eu transformei o drama todo nesta devocional, e ela acabava em quatro capítulos. Ela acabava sem que eu tivesse desvendado a origem do cheiro…

 

… mas mal sabia eu que o verdadeiro final ainda estava por vir, quando o cheiro finalmente seria descoberto, e as consequências dessa descoberta tardia me fizeram pensar ainda mais na sabedoria de Deus em permitir que situações cômicas e trágicas como essa servissem para me dar umas boas “chineladas”, e me fizessem encarar de outra forma os pecados não confessados da minha vida.

 

O ÚLTIMO CAPÍTULO SERÁ EXIBIDO NA QUARTA-FEIRA!! Sim, quarta-feira é feriado… mas feriado na quarta-feira é maldade, quase não podemos chamá-lo assim. Por isso, o blog terá vida normal.

Não percam!!!! 

 

NO PRÓXIMO CAPÍTULO…

“No meio do mais completo silêncio daquele acampamento em plena madrugada, de repente a gente começa a ouvir um…”

“Heheh….agora tudo faz sentido…cheiro de vez em quando, nunca do centro, sempre das laterais…”

Anúncios
2 Comentários leave one →
  1. abril 19, 2010 3:50 am

    Veja bem! Isso é muita maldade!!!! rs 00:48 AM Eu aqui lendo e vou ter q esperar até quarta feira!!!! Já te falei, seu futuro vai ser na GLOBO, em horário NOBRE e fazendo NOVELA DE CRENTE!!!! Que Deus continue te abençoando, mesmo que vc fica fazendo essas maldades de matar o povo de curiosidade….Beijos

  2. genyzi permalink
    abril 20, 2010 1:42 pm

    Você conseguiu me deixar completamente interessada por suas histórias (coisa que muito rara em minha vida).Que Deus abençoe esta forma rica que você tem para falar DELE.Parabéns…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: