Skip to content

47 horas… ou menos?

outubro 20, 2010

Li recentemente numa revista feminina a seguinte informação assustadora:

47 horas – esta é a média que uma mulher guarda um segredo. Por isso, pense duas vezes antes de contar um a alguém. Há uma boa chance de a informação privada ter sido repassada – mesmo sua amiga prometendo que não vai falar para ninguém. – REVISTA SHAPE – setembro 2010.

Fiquei passada!  Independente do fato que a revista não menciona o método utilizado por esses pesquisadores para chegar a esta conclusão (relevem por favor, é vício de doutoranda e de professora de metodologia e TCC), o resultado choca um pouco. Não dá nem dois dias inteiros!!!! Se você conta no domingo, na terça de madrugada sua amiga já está mandando um SMS a alguém!! 

Você é confiável? Por quanto tempo guarda um segredo?

Eu sempre brinco logo de cara quando alguém me pede sigilo, que meu marido tem imunidade. Haha… uma vez alguém falou, Naná, não conta nem pro Luiz!!!! E na sequência já desistiu, tá bom vai, pro Luiz tudo bem. E eu asseguro viu, quando esse alguém é o meu marido, as coisas se resolvem facilmente, ele ouve, comenta – ou não – , volta à TV e vida normal. Os homens, no geral, são assim (nem sempre… mas em geral). Mas a mulherada… aaaaaaah é difícil.

Provérbios é um livro rico em exortações neste sentido, e no sentido geral de que devemos ter controle da nossa língua. Veja algumas:

“O mexeriqueiro revela o segredo, portanto não te metas com quem muito abre os seus lábios.” (Prov. 20:19)

“O mexeriqueiro descobre o segredo, mas o fiel de espírito o encobre”.  (Prov. 11:13)

“O que guarda a boca conserva a sua alma, mas o que muito abre os seus lábios a si mesmo se arruína”. (Prov. 11:3)

“No muito falar não falta transgressão, mas o que modera os seus lábios é prudente”.  (Prov. 10:19)

“Quem retém as palavras possui conhecimento, e o sereno de espírito é homem de inteligência. Até o estulto, quando se cala, é tido por sábio, e o que cerra os lábios por entendido.” (Prov. 17:27-28)

“O que guarda a sua boca e a sua língua, guarda a sua alma das angústias”.  (Prov 21:23)

Enfim… estas e outras passagens bíblicas nos exortam a vivermos com sabedoria, exercendo o domínio e controle sobre o que falamos, e também a demonstrarmos lealdade para com aqueles que compartilham alguma coisa conosco e querem que permaneça sigilosa.  Portanto, devemos nos esforçar para que estas 47 horas não se apliquem a nós!!!!!!!! E sim um tempo muito maior, indeterminado.

Aí você, como eu, deve se perguntar: mas, e se o que a pessoa me conta e pede sigilo, for um padrão de vida pecaminoso, ou um deslize que precise ser tratado?? Serei desleal se contar a outra pessoa, mas se não contar não seria omissa?

Se você já se perguntou isso, somos muito parecidas. Eu me pergunto, aliás me pergunto muito o que levam as pessoas a me contarem – ou não – algum segredo. E tenho aprendido uma coisa: segredos assim não são fáceis de serem revelados, não se contam para qualquer pessoa,  e geralmente se escolhe muito bem a quem contar. Quando alguém conta um segredo desse tipo, ou é porque  quer ajuda…. ou quer imparcialidade, neutralidade…. conivência, talvez.

No primeiro caso, desdobre-se em fazer o que for possível para ajudá-la, preservando o assunto em segredo de sete chaves. Se acha que não dá conta do recado sozinha, seja sincera com a pessoa e diga que precisa de ajuda, e que vai contar para alguém (não para o grupo todo de oração) para ajudar. Invista nela, invista mesmo!!!! No segundo caso… reveja os seus valores e o seu testemunho. Por que essa pessoa acha que você guardaria o segredo dela numa boa??? Não concorde em encobrir o pecado de alguém sem fazer nada, muito menos chamando isso de “lealdade”. Isso não existe. Isso não ajuda ninguém.

Enfim, exerça sabedoria e lealdade verdadeira aos seus amigos… guarde os segredos por 47.000 horas, mas não seja nem por um segundo conivente com o mal!

 

Anúncios
One Comment leave one →
  1. Patty permalink
    outubro 20, 2010 4:11 pm

    Oi Naná, tenho lido com muita frequência seus posts e pela graça de Deus e suas palavras estou encontrando coragem para terminar a dissertação. Obrigada por ser uma inspiração nesse momento tão delicado.
    Que Deus te abençoe sempre,
    Bjao,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: