Skip to content

Spurgeon de joelhos

outubro 27, 2010

Compramos recentemente um livro que promete ser muito bom: “Liderança espiritual segundo Spurgeon” (Steve Miller, Editora Vida 2004). Na verdade quem vai ler mesmo é o Luiz, mas eu sempre “xereto” as coisas que ele lê, e logo o primeiro capítulo já me chamou muito a atenção.

O livro trata – logicamente –  de liderança espiritual, não apenas para pastores e líderes de igreja, mas sim para quem exerce a função de liderança em qualquer contexto, e é recheado de citações de CH Spurgeon, importante pregador inglês do século XIX.

Os sermões de Spurgeon continuam sendo inspiração até hoje, mas neste capítulo o autor traz alguns aspectos importantes acerca da vida de oração deste homem de Deus, caracterizando a oração como parte essencial da vida do líder.

É fato: se queremos viver em comunhão com Deus, precisamos seguir o que a Bíblia ordena em 1 Tessalonicenses 5:17 – Orar sem cessar.  Mais do que passar o dia de joelhos ou de olhos fechados, orar sem cessar significa uma vida que continuamente tem seus pensamentos voltados para Deus, voltados para as coisas lá do alto. Para encerrar o capítulo, Steve Miller encerra citando uma oração de Spurgeon, e chamou esta parte do livro de “Spurgeon de joelhos”.

Vou transcrevê-la, esperando que você faça dela também a sua oração. Ah! Um aviso: não se esqueçam que Spurgeon foi um pregador influente no século XIX, ou seja, o vocabulário dele pode soar um pouco “diferente”,  mas não se engane: a essência de sua mensagem é atual, profunda e transformadora.

Senhor, tira de nós agora tudo o que poderia impedir nossa comunhão mais íntima com Deus. Qualquer vontade ou desejo que poderia nos impedir de orar, nós te pedimos que seja removido. Qualquer lembrança de dor ou de preocupações que poderia nos impedir de dedicar toda nossa afeição a Deus, leva-a embora. Que temos ainda em comum com ídolos? Tu tens nos observado e visto. Sabes onde estão nossos problemas. Ajuda-nos outra vez, e que agora possamos entrar com ousadia não no lugar santo mas no Lugar Santíssimo, onde não nos atreveríamos a pisar não fosse nosso Grande Senhor, que rasgou o véu, aspergindo do próprio sangue sobre o propiciatório e nos convidando a entrar…

Vem, Espírito Santo, nós te conhecemos, sim; com frequência nos tens protegido. Vem, toma posse mais plena do nosso ser. Sentimo-nos agora acima do propiciatório, de onde dirigimos ao Senhor nossa oração mais elevada, que é por perfeita santidade, consagração total, purificação completa de todo o mal. Toma nosso coração, mente, mãos e pés, e usa-nos a teu favor.

Amém!

Anúncios
3 Comentários leave one →
  1. Patty permalink
    outubro 27, 2010 4:00 pm

    Oi Naná,
    Daqui a quatro minutos vou para a orientação e agradeço imensamente ao Pai por ter aberto minha caixa e lido no blog essa mensagem tão significativa. Vou entrar mais edificada e firme em Nosso Maravilhoso Deus!!!
    Obrigada,
    Bjao,

  2. Débora permalink
    dezembro 14, 2012 3:33 am

    Que oração tremenda!
    Aos poucos estou conhecendo a literatura escrita por ele.
    Talvez eu esteja “chovendo no molhado”, mas gostaria de indicar um blog relativamente novo (desde abril de 2012) com os sermões dele: http://www.projetospurgeon.com.br/

Trackbacks

  1. Tweets that mention Spurgeon de joelhos « Blog Coisa Nossa -- Topsy.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: