Skip to content

Como a corça

junho 20, 2011

“Como a corça anseia por águas correntes, a minha alma anseia por ti, ó Deus. A minha alma tem sede de Deus, do Deus vivo. Quando poderei entrar para apresentar-me a Deus?” ( Salmo 42. 1,2)

O que você sabe sobre a corça? Se pesquisar um pouco sobre ela, descobrirá que é um animal que sente muita sede e que tem um olfato bastante privilegiado, que lhe possibilita sentir cheiro de água a quilômetros de distância. Outro dia li que em algumas regiões desérticas da África, foram construídos quilômetros de aquedutos sob a superfície terrestre. E as corças sedentas, ao pressentirem a água jorrando pelo interior dos dutos, correm com desespero por cima das tubulações na tentativa de encontrarem a nascente, ou algum local por onde essas águas possam ser alcançadas.

Não é fantástico que até as comparações bíblicas aparentemente “inocentes” fazem todo sentido? Sempre fiquei pensando por que será que a corça tinha sido a escolhida para essa passagem, e não um coelho, uma ovelha, um gavião. A Bíblia é perfeita em todos os detalhes, e isso me fascina a cada dia. A corça tem sede, muita sede. Com desespero, euforia, com uma busca incessante, ela tenta matar sua sede. Ela batalha para encontrar aquilo que verdadeiramente pode saciar o seu desejo: água pura. E o salmista compara a sua sede por Deus a esse anseio, busca incessante, desejo enorme pela única fonte que lhe pode verdadeiramente dar prazer: Deus.

Esta busca pelo prazer em Deus tem sido chamada por alguns de “Hedonismo Cristão”. O hedonista cristão diz: “Eu não preciso de bens materiais, satisfação imediata dos meus desejos ou de alegria transitória. Como a corça, eu preciso desesperadamente de Água Viva. Ela me basta”.

Se você tem por objetivo ser hedonista, seja um que busque desesperadamente o prazer na única fonte verdadeira!!! Você está desesperado por Deus? Tem sede de estar mais e mais perto dEle? Tem corrido, buscado e se desesperado por mais dEle em sua vida? Precisamos ser hedonistas cristãos nesta perspectiva. Como a corça, precisamos sair e correr. Desejar por ele ardentemente, e ter em Deus nossa única fonte de satisfação e prazer. Ele promete saciá-la, como fez à mulher samaritana:

Jesus lhe respondeu: “Se você conhecesse o dom de Deus e quem lhe está pedindo água, você lhe teria pedido e ele lhe teria dado água viva”. Disse a mulher: “O senhor não tem com que tirar a água, e o poço é fundo. Onde pode conseguir essa água viva? Acaso o senhor é maior do que o nosso pai Jacó, que nos deu o poço, do qual ele mesmo bebeu, bem como seus filhos e seu gado? ” Jesus respondeu: “Quem beber desta água terá sede outra vez, mas quem beber da água que eu lhe der nunca mais terá sede. Pelo contrário, a água que eu lhe der se tornará nele uma fonte de água a jorrar para a vida eterna”. (João 4: 10-14)

E essa é a diferença entre quem busca água e quem busca Água. Um tem a sua sede saciada momentaneamente. A corça logo volta a ter sede. O outro jamais torna a ter sede, pois encontrou a verdadeira fonte de duradoura saciedade, e encontrou a vida eterna!

Que Deus faça de nós pessoas sedentas pela Sua presença!!! Nos próximos posts veremos como é alguém assim.

Beijos a todas e uma ótima semana!!

Naná

obs: se você quiser saber um pouco mais sobre as bases do Hedonismo Cristão, de onde veio e como tem sido difundido, pode gostar deste link: http://johnpiper.com.br/tag/hedonismo-cristao/. John Piper é um dos maiores expoentes do assunto, vale a pena conferir!!

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: