Skip to content

A marca do hedonista cristão: amor ao próximo

junho 30, 2011

“O amor é o transbordar da alegria em Deus que atende as necessidades dos outros”. Esta declaração de John Piper, um dos maiores pregadores do Hedonismo Cristão na atualidade, reflete uma outra marca importante do hedonista cristão: ele vive distribuindo amor aos outros, porque seu coração está repleto do prazer e alegria que só Deus pode dar.

Veja a passagem abaixo:

Lembrai-vos, porém, dos dias passados, em que, depois de serdes iluminados, suportastes grande combate de aflições; pois por um lado fostes feitos espetáculo tanto por vitupérios como por tribulações, e por outro vos tornastes companheiros dos que assim foram tratados. Pois não só vos compadecestes dos que estavam nas prisões, mas também com gozo aceitastes a espoliação dos vossos bens, sabendo que vós tendes uma possessão melhor e permanente. (Hebreus 10: 32-34)

Os homens descritos na passagem de Hebreus transbordavam de alegria em seus primeiros dias de conversão, mesmo em meio a lutas e sofrimento. A alegria deles tinha uma fonte eterna e incorruptível, e produziu neles o desejo grande de demonstrar amor e compaixão para com os que estavam na prisão. Para estas pessoas, demonstrar amor implicou mais tarde em terem os seus bens confiscados, mas o autor de Hebreus deixa claro que eles não ligaram para isso! Afinal, a fonte de alegria e prazer deles não estava em suas propriedades. Eram hedonistas cristãos. Deleitavam-se em Deus e, por conta disso, sua alegria era tão imensa que resultava em demonstrações de amor ao próximo.

Deus é favorável ao hedonismo que busque nEle, e tão somente nEle, a alegria e a felicidade que de fato só Ele pode dar. É contra a busca dos prazeres deste mundo, por mais sinceros e puros que possam parecer, pois buscá-los em lugar de buscar a Deus é errar o alvo, é perder o propósito para o qual fomos criados. A partir do momento em que eu ponho nEle a minha total confiança e prazer, Ele pede que eu DESCANSE, pois Ele tomará conta da minha vida. Quando reconheço isso, não tenho outra reação a não ser adorá-lo continuamente e de todo o coração…. e o trabalho que Ele realiza em mim me torna uma pessoa que distribui amor ao próximo. Não o faço para alcançar a graça de Deus. Eu amo porque fui alcançada!!!! E esta ordem faz toda a diferença.

Esse é o último post desta pequena série que buscou refletir um pouco sobre o hedonismo tão falado ultimamente. Não tive nenhuma intenção de esgotar o assunto, afinal isso é tema para uma vida de estudo e edificação…. mas vale a pena refletir no que foi visto por aqui e pensar: qual a fonte da sua alegria e satisfação? Está em seus planos, seus esforços, ou em Deus? Se está em Deus, peça a Ele que faça o seu coração transbordar dessa alegria que resulta também em benefícios e amor pelo próximo. Com Deus, sua vida é completa. Deleite-se nEle, e Ele cuidará do resto. Busque-o como a corça sedenta, pois Ele prometeu água pura e eterna. Adore-O de todo o seu coração, e encontre o verdadeiro prazer!

Beijos,

Naná

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: