Skip to content

Gratidão, alegria e oração

março 20, 2012

“Alegrem-se sempre. Orem continuamente. Deem graças em todas as circunstâncias, pois esta é a vontade de Deus para vocês em Cristo Jesus.” ( 1 Tessalonicenses 5:16-18).

Um dia desses eu ainda vou mandar fazer um adesivo de parede com esses versículos e colar na minha cozinha. Puxa, três ordenzinhas tão simples, mas tão difíceis de seguir na rotina turbulenta que invade nossas semanas continuamente, não é?

Há algumas semanas atrás, li em minha devocional um trecho que falava sobre essa passagem da Bíblia, e fazia parte de um contexto de mensagens destinadas a manter a nossa fé brilhante e acesa. Para o autor, a alegria, oração e gratidão seriam como se fosse o combustível que queima no coração de quem ama a Deus, e geralmente caminham juntas. Um coração alegre geralmente é grato, e um coração alegre e grato geralmente busca a Deus constantemente…. e vice-versa. Da mesma forma, a ausência desse “trio” dá lugar à murmuração e ingratidão, que por sua vez, congelam nossa vida com Cristo.

Quando pensamos nessas três características da vida cristã, podemos achar que sabemos exatamente o que significam, mas às vezes uma definição errada acerca delas torna mais difícil vivermos o que Deus manda.

A alegria da Bíblia significa que devemos nos concentrar na bençãos da salvação em Cristo. Ela é mais um esforço do pensamento do que um sentimento espontâneo diante de algo que saiu do jeito que esperávamos… e isso já faz toda a diferença! Alegria é uma escolha de pensar no que Deus tem para nós, ao invés de um sentimento passageiro diante de circunstâncias igualmente passageiras!!

Orar continuamente abrange tanto as pequenas orações rápidas que podemos fazer em qualquer lugar e durante qualquer atividade quanto períodos igualmente importantes que separamos só para orar, preferencialmente num lugar tranquilo e de forma intencional. Puxa, como eu falho nisso. Sou muito mais propensa a fazer orações relâmpago, ou a me concentrar na oração antes das refeições para já despejar meus pedidos todos de uma vez e depois procurar aliviar minha consciência com algo do tipo “bom, já orei hoje”…

Por fim, dar graças em todas as circunstâncias não é fingir que está sempre tudo bem e que a vida é sempre super maravilhosa, mas expressar verbalmente a Deus a confiança de que Ele é sábio, justo e amoroso para cuidar de nós em qualquer situação. Ufa!

Três versículos curtíssimos. Três ordens objetivas e diretas. Três desafios, capazes de tornar nossa vida muito mais fácil… não porque nossas circunstâncias vão mudar (não necessariamente), mas porque nossa visão estará direcionada para além delas e focadas em Deus!!! E aí, com os olhos de uma fé que incendeia o nosso coração, podemos viver felizes, gratas e fazendo a diferença.

Que Deus nos ajude, sempre!

Beijos,

Naná

 

obs: esse post foi inspirado na semana 01 do Diário de Hora Silenciosa do Palavra da Vida.

Anúncios
3 Comentários leave one →
  1. Fernanda permalink
    março 20, 2012 8:32 pm

    Puxa Nana!!! Como voce sabia que tambem sinto muita dificuldade com isso?! Deus continue a usar a sua vida para Sua honra e gloria!!! Obrigada pelo post! Bjs

  2. Midiã permalink
    março 23, 2012 12:17 am

    Nana, como sempre…. Me abençoando com seus post!!! Muito obrigada!!! Que Deus continue abençoando muito sua vida e de toda sua família!!!! Grande abraço!!!!

  3. Maria Isabel Pacitti Thomé permalink
    março 30, 2012 10:07 am

    Gostei demais, Naná.
    Posso passar adiante, através do CaringBridge e Facebook?
    Aguardo. Bjs, Bel

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: