Skip to content

Sábia e conselheira

janeiro 11, 2013

Oi pessoal! Ontem quando sentei toda animada para escrever no blog, o que eu tinha em mente era fazer uma resenha de um livro que acabei de ler semana passada. Só que, como eu falo e escrevo demais, resolvi atualizar minha vida e quando vi, o post já estava enorme! Então acabei deixando só uma saudação ontem, hehehe, e hoje volto ao meu assunto original.

O livro “Sábia e Conselheira” (Martha Peace, Editora Fiel, 2012) foi traduzido e publicado em português no ano passado, e foi lançado durante a Conferência Anual da Fiel. Eu não fui, mas meus pais e irmão estavam lá, e logo que fiquei sabendo do lançamento, pedi à minha mãe que trouxesse para mim.

Conheço os livros da autora Martha Peace há alguns anos, ela também escreveu outros livros já publicados em português: “Esposa Excelente” (que eu gosto, mas não muito) e “Mulheres em apuros: soluções bíblicas para os problemas que as mulheres enfrentam”, que eu gosto bastante e já sorteei um exemplar do livro aqui no blog ano passado. Ela me agrada pela sua perspectiva bíblica em relação a todas as questões, problemas e pecados da vida, não tem medo nem é cheia de voltas para tratar o pecado como tal, o que é uma grande fonte de esperança, pois problemas e questões não precisam de arrependimento e confissão, mas os pecados sim…. e arrependimento e confissão levam à restauração! Glória a Deus por isso.

Neste livro, o intuito da autora é discutir o papel da mulher biblicamente, e ela usa como base o texto de Tito 2:3-5:

“Quanto às mulheres idosas, semelhantemente, que sejam sérias em seu proceder, não caluniadoras, não escravizadas a muito vinho; sejam mestras do bem, a fim de instruírem as jovens recém-casadas a amarem ao marido e a seus filhos, a serem sensatas, honestas, boas donas de casa, bondosas, sujeitas ao marido, para que a palavra de Deus não seja difamada”.

De forma clara e bastante instrutiva, ela quebrou essa passagem bíblica bem minuciosamente e dividiu o livro em quatro partes:

1)      Quando eu discipulo uma mulher mais jovem?

Nos capítulos  1 a 3, ela fala sobre os fundamentos para o discipulado entre mulheres, que segundo essa passagem é um dos papeis das mulheres mais velhas nas igrejas. E ela fala que o discipulado não necessariamente tem que ser feito através de encontros formais, sentadas em sala com a bíblia na mão, mas que uma mulher mais experiente pode discipular a mais nova enquanto a leva para fazer compras, enquanto conversam num café, enquanto fazem um bolo, ou a unha, ou levam os filhos a algum lugar. E a mulher mais velha deve ensinar doutrina, caráter e ministério.

2)      Como age uma mulher sábia e conselheira?

Nos capítulos 4 e 5, ela trata da primeira parte do trecho de Tito: a mulher sábia e conselheira é séria em seu proceder (não no sentido de carrancuda, mas responsável!), não fofoqueira (ô desafio…), não escravizadas a muito vinho (na verdade, não escravizadas a nada, nem a comida, nem a exercícios físicos, nem a novelas…) e mestras do bem.

3)      O que ela ensina?

Os capítulos 6 a 9 ensinam o que uma mulher mais velha deve ensinar à mais nova, que é a segunda parte do trecho bíblico: amar o marido e os filhos (se casada), ser sensata e honesta, ser boa dona de casa e ser bondosa, ser submissa ao marido (se casada).

Dou destaque especial a algumas coisas nessa parte do livro: fico especialmente incomodada quando leio livros escritos para mulheres que colocam a casa, o marido e os filhos como prioridades absolutas na vida de uma mulher cristã. Antes que você me bata, explico: a prioridade principal e maior da mulher é servir a Cristo. O plano de Deus para muitas mulheres é o casamento e, para estas, as prioridades sem dúvida são essas. Mas, para muitas outras, pode não ser o casamento, e eu me lembro de ficar incomodada por querer ler livros para mulheres quando solteira e todos eles me falarem do meu marido e do meu amor por ele… mas, e o resto? Enfim. Um trunfo nesse livro para mim é a perspectiva da autora, que coloca Cristo como razão principal de vida e serviço para a mulher, seja ela casada ou solteira. Embora essa passagem esteja falando especificamente do ensino às mulheres recém-casadas, ela deixa claro que esse trecho também pode ser aplicado no discipulado com mulheres solteiras, pois os princípios são sempre os mesmos: honra e glória ao nome de Cristo! Ponto pra ela, gostei mesmo. Já às casadas, as dicas são preciosas, pois sabemos que amar o marido e os filhos e cuidar da casa é um trabalhão que realmente não damos conta sem ajuda divina.

Outra coisa legal é o capítulo 9, que fala de submissão. Ah, a submissão ao marido. Quantas de nós já não ouvimos tanta coisa ou vimos cara feia quando falamos essa palavra por aí… submissão é abaixar a cabeça, que autoridade que nada, somos iguais, bla, bla, bla… e a perspectiva muito bíblica e muito bem fundamentada que ela apresenta sobre a doutrina bíblica da submissão feminina é excelente, convincente e ótima para ser bem aprendida e guardada para que você não fique mais com cara de chucrute quando alguém no seu trabalho ou faculdade te achar um ET porque você acredita que deve ser submissa sim ao seu marido. E, quer saber? Sorte a nossa que temos o dever de sermos submissas… a responsabilidade dos homens é bem maior! Hehehe… enfim, também gostei. E resumindo bem o que ela fala, os direitos são iguais sim, mas os deveres são diferentes.

Por último nessa parte, se você é uma mulher jovem (como eu! HAHAHA), vai perceber que o livro em alguns momentos parece não ter sido escrito para você. E não foi mesmo! Lá pelas tantas percebi que ele foi escrito com o intuito de encorajar e instruir as mulheres mais velhas a serem mentoras e discipuladoras, pois a autora percebeu (e eu também concordo) que poucas mulheres cheias de experiência nas igrejas tem se disposto a isso nos nossos dias. Mas… veja se me acompanha, como o livro “ensina o que deve ser ensinado”… acredito que as mulheres que ainda não podem se dar ao luxo de serem discipuladoras nesse nível podem aprender muito com ele e até serem “discipuladas a distância” pela própria autora. E… na verdade mesmo pessoal… não importa a nossa idade, sempre tem uma mulher mais nova para ser discipulada!!! Que tal?

4)      Por que ela deve dedicar-se ao ensino?

No último capítulo, ela encerra: a mulher deve dedicar-se ao ensino… para que a Palavra de Deus não seja difamada! Excelente motivo, não?

 
Enfim, essa é uma breve descrição do livro. A leitura dele é fácil, leve e gostosa de fazer. O livro tem 160 páginas, mais algumas de elementos pós-textuais (não me agüento gente, dou aula de TCC! Mas vocês sabem o que é vai…). Os capítulos são, em sua maioria, curtos, então se você é como eu que quando senta pra ler simplesmente detesta parar no meio de um capítulo (pra mim parece que caiu a linha, sei lá, fica uma sensação de assunto inacabado, não gosto mesmo), você não deve ter problemas. Está à venda pela internet (R$25,00 na Loja virtual da Fiel, e eu não ganho comissão!) ou em uma boa livraria cristã!

Se você anotou nas suas resoluções de ano novo “ler bons livros”, sugiro que leia bastante a Bíblia e, para se aprofundar e crescer ainda mais espiritualmente, está dada uma boa dica!

Beijos a todas

Naná

Anúncios
2 Comentários leave one →
  1. Débora permalink
    janeiro 18, 2013 11:45 pm

    Amo ler blogs maternos que incentivam a leitura. E você está de parabéns por isso!
    Também já li “Mulheres em apuros” e gostei muito. Acabei de comprar o “Sábia e Conselheira” pela livraria Erdos, por 18 reais e uns trocados. Mas no boleto estava por 16 e pouco. Aliás, recomendo muito! Eu compro há anos dessa livraria e o atendimento é ótimo. Não estou ganhando nada por isso, só achei que você e as leitoras iriam gostar de saber. 🙂
    Espero ver mais resenhas maravilhosas como esta por aqui! Bjs. 🙂
    Débora.

  2. Daniela permalink
    abril 12, 2013 12:27 am

    Ameiiii esse resumo !

    Que Jesus a cada dia nos faça ser de fato uma mulher que agrada o coração dele …😘😘😘

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: