Skip to content

Uma cartinha para o João… em seu primeiro aniversário

julho 9, 2014

Oi filho! Parabéns! Um ano já hein, é muita coisa! Foram trezentos e sessenta e cinco dias de muitas novidades na sua vida, na minha, e na da nossa família. Novidades boas, gostosas, a sua vida encheu nossa casa de alegria e somos muito felizes e gratos a Deus pelo seu primeiro aninho de vida!

E para comemorar esse marco tão importante, resolvi escrever uma cartinha; mas não se preocupe, serei breve, sei que você está doidinho para sair engatinhando correndo atrás de algum sapato para morder, mas quero que você preste atenção!

Bom, você completou seu primeiro aniversário em ano e plena época de Copa do Mundo, e não uma Copa qualquer, pois essa foi histórica… e como você é menino, com grandes chances de ser um admirador e até jogador de futebol, nessa cartinha vou te contar um pouco sobre ela, a Copa do Mundo de 2014, que aconteceu (e está acontecendo enquanto escrevo essa carta) no Brasil.

Ah, o que dizer… o Brasil sempre foi e ainda é considerado um dos grandes favoritos nas Copas do Mundo. Temos tradição no futebol, somos os únicos que já levantaram a taça cinco vezes e sonhávamos – até alguns minutos atrás – em levantá-la pela sexta vez aqui no Brasil, jogando em casa, com toda a torcida a nosso favor, e íamos além: queríamos ganhar da Argentina, nossa arqui-rival em assuntos futebolísticos (e em geral).

Só que o time tava mesmo esquisito, escalação estranha, fomos ganhando os jogos mas parecia que era meio por sorte, não sei explicar… tínhamos uma zaga até que bem organizada e um craque que realmente joga bem, o Neymar. Só que aí o que que aconteceu, no dia 4 de julho (seu aniversário!!!), o Brasil enfrentou a Colômbia, ganhou e passou para a semi-finais, mas….o Neymar se machucou feio e saiu de vez da Copa!!! Como se não bastasse, o Thiago Silva, capitão, zagueiro, tomou um cartão amarelo pela segunda vez e foi impedido de jogar no jogo de hoje, que certamente entrará para a história, o fatídico 8 de julho de 2014.

Aí eu não sei… não sei… e jamais saberemos… hehe… o que aconteceu…. mas hoje, no dia 8 de julho de 2014, o Brasil jogou contra a Alemanha para disputar uma vaga na final e, filho… enquanto você tirava a sua soneca da tarde, nós tomamos 5 gols. CINCO. Inacreditáveis cinco. Foi um com 13 minutos. Beleza, acontece, quem sabe o time acorda. EU ACREDITO!!! – gritava a torcida esmagadoramente verde e amarela lá no Mineirão. Depois um com 23. Aí filho, um com 24. Aí um com 26. E um com 29! SOCORRO!!!

Silêncio no estádio. Brasil tomando um baile… em casa!! Não tinha mais o que fazer. No segundo tempo, tomamos mais dois gols. Aos noventa minutos do segundo tempo, Oscar foi lá e fez um gol, um gol de honra, que nem comemorado foi. E assim acabou o jogo, inacreditáveis 7×1 para a Alemanha. O mundo inteiro falou disso, e vai falar por um bom tempo. Ninguém acreditou. Nem os alemães. O sonho do hexa em casa já era… e agora disputaremos o terceiro lugar, sabe-se lá com quem, pode ser a Holanda, pode ser a Argentina.

Sabe, filho, foi um dia triste por aqui. A gente não admite porque brasileiro faz piada com tudo, e no meio do jogo já tinha muita piada engraçada circulando, o que foi até que bom para a gente se divertir enquanto rolava aquele massacre a sangue frio. Quem gosta de futebol está chocado. Quem não gosta também está! Foi a maior derrota numa semi-final na história de TODAS as Copas do Mundo, e a pior derrota do Brasil na história do seu futebol.

Enfim… eu bem que queria te dar uma notícia boa e dizer que na época do seu primeiro aniversário o Brasil deu um show de futebol, mas… não foi assim, filho…aí no meio de tudo isso fiquei pensando o que é que eu poderia usar dessa tragédia futebolística para deixar de mensagem para você nessa data tão importante na sua vida?

Foi aí que pensei no que é um pouco óbvio no esporte, mas bastante significativo para a vida: não se pode ganhar sempre. Na verdade, não é bom ganhar sempre!

Eu explico. Quando a gente ganha um esporte, quando a gente se sobressai em alguma coisa, quando tudo acontece do jeito que a gente quer, sonha, imagina…. é ótimo! Mas se nós não tomarmos cuidado, existe um risco muito grande de acharmos que tudo isso está acontecendo porque nós somos “top”, auto-suficientes, reis do universo, donos da bola. E é aí que mora o perigo. Quando começamos a achar que nós somos melhores do que os outros, corremos o risco de achar também que não precisamos dos outros, que não temos mais o que aprender, e que jamais seremos abalados por nada… se não tomarmos MUITO cuidado, ficaremos cegos, metidos, orgulhosos! E veja o que a Bíblia, a Palavra de Deus, fala sobre o orgulho:

“A soberba precede à ruína; e o orgulho, à queda”. (Provérbios 16:18)

Não é bom sermos orgulhosos; Deus não se alegra disso, e nada bom pode vir de um coração orgulhoso. Por isso, acredito que muitas vezes as derrotas acontecem para colocar a gente no lugar.

E tem outra coisa também! Não é bom ganhar sempre porque nas derrotas a gente aprende muito mais! Hoje li no facebook (aquele programinha que a mamãe usa e que você fica dooooido para mexer, sabe?) em alusão ao jogo catastrófico: às vezes a gente ganha, e outras, a gente aprende”. Achei tão legal! Quando as coisas não acontecem da forma como imaginamos, quando perdemos um jogo, quando perdemos um emprego, somos reprovados em alguma prova para a qual nos preparamos…. temos uma oportunidade imensa de aprender. Aprender onde erramos, o que poderíamos ter feito melhor. Às vezes fazemos o melhor possível, e perdemos mesmo assim! E podemos aprender a cuidar do nosso coração, a sermos humildes, reconhecendo nossas falhas, elogiando as coisas boas dos nossos adversários e batalhando para sempre melhorar. Se formos humildes, que é o contrário do orgulhoso, estaremos sempre prontos a reconhecer onde podemos aprender e mudar para melhor!!

Também gosto muito da citação de um sábio que disse Quanto mais brilhante a pessoa é, tanto mais ela tem a aprender”. A pessoa brilhante é humilde, já entendeu que precisa aprender e busca isso! Olha que legal! Pode ter certeza, as pessoas mais brilhantes erraram e erram muito. Mas sabem tirar o melhor disso.

Ao longo da vida a gente passa por muita coisa, filhote, e em algumas delas a gente se sai muito bem, em outras nem tanto. Meu desejo e oração é que você enxergue o mais rápido possível que ganhar tudo sempre não é o objetivo maior de Deus para a sua vida, e que não busque isso acima de todas as outras coisas. Não procure levar vantagem sobre os outros, não ache em nenhum momento que é melhor do que os outros porque DEUS te abençoou com isso ou aquilo, mas siga a sua vida com o coração humilde, sabendo que tudo que temos e somos vem de Deus, que Ele dá e tira quando bem entende…. e que não podemos ganhar sempre, mas podemos aprender sempre! E que, quanto mais sábio formos, mais teremos a humildade de reconhecer que precisamos aprender… e aprender… e aprender!

Tenha sempre os pés no chão, reconheça a Deus em tudo que fizer, viva para Cristo e como Cristo, que foi sempre humilde, manso, a ponto de dar a própria vida por você… e certamente a sua jornada será recompensada! Não com sucesso, vitórias atrás de vitórias, mas com qualidades de que precisamos desesperadamente em nosso país, e que oro desde já para que sejam características que te definam durante a sua vida: caráter, integridade e temor a Deus.

Eu amo você filho, e sou grata a Deus pelo seu primeiro aniversário. Ele sabe que, como sua mãe e como mãe de Teté, eu já errei milhões de vezes. Com certeza eu erro mais do que acerto. Deus sabe o quanto Ele teve e ainda tem que trabalhar na minha vida e no meu coração para que eu me torne a mãe que eu quero ser, e a mãe que Ele quer que eu seja. E Ele sabe o quanto a mensagem dessa carta serve para mim também, que preciso tanto aprender a ser mais humilde, a aceitar meus defeitos, lidar com eles e aprender com a vida. Mas tenho fé e a esperança de que, se Ele me deu o privilégio e a responsabilidade de criar vocês dois, Ele há de me capacitar pra isso…. e eu sou grata a Deus por essa certeza, e pelo presente incrível, carinhoso, fofo, alegre, bonzinho, voluntarioso, dorminhoco, risonho e querido que você é. Nem que eu fosse super detalhista eu seria capaz de pedir um filho como você. Deus foi além e caprichou demais da conta!

Que venha o seu segundo ano de vida, que promete ser cheio de novidades, desafios… e que possamos juntos passar por todos eles!!

Um beijo da mamãe, ainda em choque com o baile que levamos dos germânicos!! Mas… não se pode ganhar sempre… e já estou ansiosa pela Copa de 2018, na Rússia, para torcer com você! Quem sabe, né??

 

 

Anúncios
One Comment leave one →
  1. Rafaela Amorim permalink
    julho 9, 2014 8:16 pm

    Oi Naná, Nossa o tempo voa, heim?! Parabéns para seu menino que deve ser lindo… bjs Rafa

    Date: Wed, 9 Jul 2014 04:17:02 +0000 To: rafa_ela00@hotmail.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: