Skip to content

Uma cartinha para a Ester… em seu terceiro aniversário

setembro 16, 2014

Oi filha!

Feliz aniversário! Que gostoso poder comemorar mais um ano de vida da minha filha, e ver o quanto você está curtindo cada vez mais os seus aniversários! O primeiro, convenhamos, você nem deu bola, estava inclusive doentinha mas fez um esforço pra me agradar que eu vi, e ficou direitinho na festa; o segundo, você já curtiu um pouco, gostou de ver as bicicletinhas que arrumamos para a decoração, pediu pirulito de chocolate e ficou um bom tempo lembrando deles… agora, no terceiro, que farra! Desde o começo do mês estamos falando desse dia, e de como você vai ter uma festa com seus amiguinhos, e ainda arrumamos uma primeira festinha no dia mesmo só entre a gente e os vovôs e vovós…. mais gostoso do que tudo isso foi ter a sua ajuda para enfeitar os docinhos e cupcakes, você não imagina o quanto isso me faz feliz!! Como boa mãe festeira, fico realizada de ver uma filhinha indo pelo mesmo caminho, hehehe…

Bom, esse seu terceiro ano de vida foi emocionante e cheio de novidades. Lembro que terminei a última carta dizendo que teríamos alguns desafios para superar, como deixar as fraldas e a chupeta… e você passou por isso tão bem! A mamãe estava com tanto medo, não sabia como ia ser, na minha fantasia de mãe completamente inexperiente no assunto eu via xixi e cocô pela casa toda, no sofá, na parede, você esfregando a sujeira no chão e saindo carimbando tudo… hahaha! E você foi uma linda, teve seus momentos de insegurança claaaro, mas tirou de letra, se empolgou com a ideia de ganhar um adesivo a cada vez que fizesse xixi ou cocô no vaso (vaso, não privada, como você mesmo me corrigia tantas vezes e eu morria de rir) e em menos de um mês já estava sem fralda até mesmo para dormir.

E a chupeta então? Essa você me deixou de boca aberta. Sem traumas, pediu algumas vezes, entendeu o não, virou para o lado… e dormiu! Fiquei feliz em ver você crescendo, amadurecendo, e agora… deixando oficialmente de ser um “bebê” e se tornar mesmo uma menininha! Nisso tudo pude ver a resposta e a graça de Deus em nossas vidas, mostrando que crescer e se desenvolver é algo que muitas vezes parece mais assustador do que a verdade, e que depender dEle para todos esses mínimos detalhes pode mesmo fazer a diferença!

Durante o ano você desenvolveu suas habilidades motoras e de linguagem em um ritmo assustador. Fala muito, fala quase o tempo todo, e nos diverte muito contando histórias com seu jeitinho todo especial, alegre e acelerado (enfim vejo traços meus em você! Hahaha). Canta muito também, todos os cds que eu tinha da época em que trabalhava com coral infantil voltaram à ativa total e agora vamos para lá e para cá ouvindo as músicas sobre Gideão, Ester, Daniel, Jesus, e muitos versículos…. foi também o ano em que você criou gosto pelos filmes de desenho animado, e seu pai e eu somos capazes de contar o enredo e falas de todos os Toy Story, Malvado Favorito, UP-altas aventuras… e nos divertimos demais quando você pede para assistir os filmes em inglês ou mesmo em espanhol!!

Por ocasião do seu aniversário, recebi um e-mail de um site chamado BabyCenter, coisa de mãe, e eles mandam informativos periódicos sobre os bebês e seu desenvolvimento, desde a gestação. Sabe o que dizia esse e-mail? Que ele era o último, porque para eles, bebê é só até os três anos!!! Fiquei chocada. O que para mim parecia distante, veio concretamente até pelo e-mail: não tenho mais bebê menina! Só um bebezão, seu irmão, figurinha pura, que passa a impressão às vezes de que jamais deixará de ser bebê hehehe…. eu te avisei, lembra? E está comprovado, meninos tem mesmo um ritmo toooooodo especial….. mas enfim, diante do fato de que você agora é uma MENINA, fiquei pensando o que eu poderia deixar registrado para você nessa cartinha….

E aí me lembrei, filha, de que junto com todas essas maravilhosas descobertas e coisas gostosas que temos vivido com você, temos passado também por alguns momentos mais difíceis. Você descobriu um lance chamado “birra”, que é bastante desagradável para nós, os pais. E também entrou num esquema de achar que tudo o que acontece é relacionado a você, e tudo é seu, seu, seu, e seu. Anda batendo no João, tirando tudo ele, impedindo que ele brinque com brinquedos seus (ou dele!), mesmo se você não estiver usando naquele momento. Ai ai ai….. e eu que achava que paciência era necessário nas crises de cólica….

O pessoal que estuda desenvolvimento infantil chama de fase do “egocentrismo”. É fase, dizem. Pode até ser. Mas, fase me lembra videogame, e num videogame a gente só passa de fase quando é aprovado…. então, ainda que seja “fase”, acredito que precisamos atravessá-la e sair aprovadas diante de Deus, porque a próxima trará também os seus desafios, não podemos deixar pendências! Hehe… Digo “ a gente”, porque eu já te disse uma vez e vou dizer sempre, estamos nisso juntas. Você crescendo, e eu aprendendo a criá-la de um jeito que agrade a Deus.

E aí, pensando nisso tudo, e nesse fato marcante para mim de que você já é uma MENINA (estou mesmo chocada, não quero nem ver quando você for alfabetizada, prestar vestibular, etc etc), lembrei de um trecho da Bíblia que se encaixa perfeitamente a você!!! E a mim também:

“Mulher virtuosa, quem a achará? Seu valor muito excede ao de finas joias e rubis”. (Provérbios 31:10)

Uau!! “Mulher, mãe?? Já??? Eu tenho três anos!!!!” – você deve estar pensando…. mas é isso mesmo, filha… existe um trecho famosésimo da Bíblia, lá em Provérbios no capítulo 31, que descreve uma mulher exemplar. E sabe o que? Durante muito tempo as pessoas achavam que esses versículos eram só para a esposa, mas depois descobriu-se que essa descrição na verdade é a personificação (xi, palavra difícil… essa descrição é “como se fosse”) da sabedoria, ou seja…. a sabedoria, se fosse uma pessoa…. seria uma mulher assim! UAU!!! Por isso tão valiosa, pois a sabedoria é a melhor virtude que alguém pode ter ou desejar, nos livra de muita roubada, pode apostar.

E é o meu desejo para você. Desejo que você seja uma mulher(zinha) virtuosa. Sabe o que é virtuosa? Exemplar. Alguém em quem as outras pessoas se espelham. Alguém que ama a Deus – essa é a essência, já falamos disso outras vezes e é sempre bom lembrar!!! A Bíblia diz que uma mulher assim é muito valiosa, vale muito mais do que joias, rubis, pirulitos de chocolate, bonecas da Jessie, toda a coleção dos Minions e ipads de brinquedo.

Podemos começar cedo aprendendo isso, e no mesmo capítulo tem um versículo que caiu como uma luva para o nosso momento atual (meu e seu!):

“ [a mulher virtuosa] só lhe faz o bem, e nunca o mal, todos os dias da sua vida”. (Provérbios 31:12)

Teté, a mulher(zinha) que ama a Deus, que é muito valiosa, é alguém que procura sempre fazer o bem, nunca o mal. Todos os dias da sua vida. Isso inclui dividir brinquedos, porque dividir é fazer o bem. Isso exclui bater no irmão, porque bater é fazer o mal. Sei que é difícil para você, mas não é fácil para ninguém. Eu não bato (mais) nos meus irmãos, mas faço coisas erradas. Nem sempre faço o bem para a minha família, todos os dias da minha vida. Você sabe disso, já me viu brava! Infelizmente já me viu perder o controle. Mas esse versículo é um alerta, para mim e para você, de que para sermos mulheres exemplares, devemos buscar fazer o bem, e nos esforçar para isso!!!!

Então saiba de uma coisa, eu te amo tanto, mas tanto, que meu desejo maior e principal para a sua vida é que você se torne uma mulher(zinha) de caráter, íntegra e correta em tudo que fizer. Para isso, terei que corrigir você às vezes, quando você fizer o mal. Não porque eu quero, mas porque Deus me manda fazer isso e, por amor a Ele e a você, eu o farei. E saiba que a cada vez que você errar, eu, o papai e Deus, principalmente Ele, estarão sempre de braços mais do que abertos para te acolher, te perdoar, e te amar muito, muito, e sempre. Sou muito feliz porque creio que Deus faz isso por mim ainda!! E sei que Ele fará por você também.

Filhota, parabéns pelo seu terceiro aniversário. Sou cada dia mais grata a Deus pelo presente incrível que você é para nós, em especial para mim. Quando eu tinha 19 anos, comprei um livro chamado “Virtudes de Provérbios 31 para pequenas meninas”, quando eu nem namorado tinha ainda, muito menos filha. Quando comprei, pedi a Deus uma menina… E você veio, dez anos depois, respondendo ao meu pedido de uma forma maravilhosa e muito maior do que eu poderia imaginar. Agora, com seus três aninhos, meu coração se enche de alegria por eu poder ler esse livro com você, te ensinar e também aprender mais e mais sobre como ser essa mulher exemplar, que é tão valiosa, e que vale tanto a pena buscar ser. Estamos juntas nisso, pode ter certeza! E espero que por muitos anos.

Vou parando por aqui, tenho docinhos para enrolar para a minha menininha festeira preferida!

Um beijo enorme de quem te ama demais!

Mamãe

Anúncios
2 Comentários leave one →
  1. Ira Borges permalink
    setembro 16, 2014 8:29 pm

    Que pena que acabou!!! Amei! ❤
    Parabéns, Naná! Parabéns, Tete!

  2. Neia permalink
    setembro 18, 2014 12:09 am

    Que Deus abençoe a vida de vcs

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: