Skip to content

Onde estão as mulheres que nem eu??

outubro 3, 2014

Oi pessoal!!! Acabei de ler um post naquele blog que eu gosto demais, o True Woman, e ele caiu como uma luva para mim. Incrível, tão eu, mas tãããão eu, que me chocou – poderia ter sido escrito por mim, era só editar o nome das cidades hehe. Tive que traduzir. Segue abaixo:

Anos atrás, comecei a frequentar uma nova igreja quando me mudei para Houston. Eu tive bastante dificuldade em fazer novas amizades porque, na minha cabeça, eu criei essa brilhante ideia de que eu deveria encontrar mulheres como eu para serem minhas amigas. Mesmas ideias. Mesma criação. Mesmos interesses…. Seria pedir muito? Alguns meses depois, eu tinha tido muito pouco progresso.

Confesso que eu usei isso como desculpa durante muito tempo para não investir em querer conhecer novas pessoas. Acabei assumindo uma postura crítica, agarrando-me às primeiras impressões por muito tempo, até que Deus abriu meus olhos e me corrigiu. “Filha, em minha casa, você pode ter relacionamentos muito produtivos com pessoas extremamente diferentes de você”.

Efésios 2:13 e 19 diz que éramos separadas de Jesus Cristo e da igreja:

“Mas agora, em Cristo Jesus, vocês, que antes estavam longe, foram aproximados mediante o sangue de Cristo”.

“Portanto, vocês já não são estrangeiros nem forasteiros, mas concidadãos dos santos e membros da família de Deus”.

Eu era uma estranha. Alguém de fora. Mas Deus me atraiu para um relacionamento, me fez filha dEle, e me trouxe a uma nova família. Em Cristo, tenho uma nova identidade. Agora, sou parte de algo! E como família, na igreja todos temos algo em comum – vivemos, respiramos e trabalhamos pelo mesmo propósito.

Com muita frequência, nós nos agarramos a primeiras impressões e criamos desculpas ao invés de oportunidades para investir em relacionamentos. Para os novos cristãos – não vou investir porque talvez eles não entendam ainda o nosso jeito de viver. Para a mulher linda e bem-sucedida que vive sozinha – ah, ela precisa de amigos?? Ou talvez nós deixamos de nos aproximar de pessoas por causa de diferenças de idade, culturas distintas, ou então porque nossos gostos ou interesses sejam muito opostos.

Todas precisamos de uma comunidade sólida com outros cristãos. O inimigo vai trabalhar fundo para impedir que o corpo de Cristo se una e se aproxime. Tenho descoberto que as mulheres mais diferentes de mim que já conheci são, com frequência, as mais edificantes para a minha vida. Essas amizades são uma alegria verdadeira – bênção que me eleva e me motiva a viver espiritualmente. Nós temos a responsabilidade de lutar contra julgamentos e primeiras impressões que nos impedem de desfrutar de relacionamentos diversos e piedosos.

Em Cristo, somos concidadãos na família de Deus. Devemos intencionamente investir em nossos irmãos e irmãs em Cristo, sem ressalvas ou barreiras, sem nos apegar a primeiras impressões negativas. Lembrem-se que todos estávamos perdidos e precisamos da misericórdia de Deus para nos aproximarmos dEle. Vamos nos tornar investidoras em relacionamentos, de forma intencional! E quem sabe? De repente aquela pessoa do outro lado da sala com quem você nunca conversou pode acabar sendo a sua grande melhor amiga.

Gente…. Quanta verdade num texto só. Eu, que mudo bastante de igreja, hehe, sei bem o que é isso. Sei o que é chegar numa igreja com a expectativa egoísta e orgulhosa de encontrar pessoas que nem você. E sei o quanto isso pode nos afastar de conhecer pessoas muito interessantes!!! Que Deus nos ajude a entender a importância da diversidade nos relacionamentos, e faça de nós pessoas que intencionamente buscam novos relacionamentos!

Frequentemente, conversei sobre isso com a minha mãe e meu marido, mas sobre outro cenário. Às vezes, quando fazemos uma festa, chamamos amigos de contextos diferentes e com muuuuita frequência vejo que os contextos não se misturam. Em especial, quando vejo que amigos (principalmente cristãos) fazem pouco – ou nenhum – esforço para conversar com pessoas que não conhecem, fico triste. São pessoas legais, poderiam surgir novas amizades ali, poderia haver crescimento, poderia haver inclusive testemunho e salvação!!! Mas também me fez pensar no quanto EU me esforço para conversar com pessoas novas e diferentes quando vou a algum evento. É muito mais confortável ficar na minha rodinha, conversando com quem eu já converso a semana inteira, não é? Confortável sim, mas talvez seja muito pouco cristão. Tenho pensado muito nisso. E orado para que Ele me ajude a olhar para isso, para o próximo, e a buscar oportunidades de conhecer novas pessoas e, com isso, ser edificada e edificar!!

Beijos e um ótimo final de semana…. vai em alguma festa? Converse com alguém diferente! Hehehe

Naná

Anúncios
2 Comentários leave one →
  1. Ira Borges permalink
    outubro 3, 2014 8:35 pm

    Muuuito bom, Naná! ^-^
    Bjos!

  2. Leia permalink
    outubro 30, 2014 11:12 pm

    Me identifiquei muito tambem…rs..rs…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: